Mi causo, su causo

Posts Tagged ‘cabeça

Quando completei 16 anos, resolvi comemorar com um churrasco/showzinho na garagem de casa. Como sempre gostei de ser do contra, não pensei em pagode, embora goste bastante. Chamei a galera pra tocar rock e metal. Numa rua de velhinhos, isso seria um must!

Os meninos chegaram mais cedo para fazer o reconhecimento de área. Me ajudaram a montar o palco e, em seguida, foram passar o som.

Nos primeiros acordes de “Highway Star”, música escolhida para abrir os trabalhos, eu achei que todos os vidros da casa se quebrariam. Fiquei em pânico e já visualizei a cena: Dona Vera chegaria bufando e berrando “PAREM AS MÁQUINAS” cheia de bobs nos cabelos, pronta pra xingar oito gerações de minha família (incluindo ela mesma).

Decidi me antecipar e ser poupada de um esporro fenomenal na frente dos amigos, então fui até ela pra tentar negociar ou, quem sabe, jogar um calmante light em sua bebida. Algo que pudesse apagá-la durante quatro horas, nada grave. Subi as escadas tremendo e percebi que a luz do banheiro estava acesa. Foi quando pensei numa segunda cena: Dona Vera com o batom borrado, me fuzilando pelo espelho  e ainda berrando “PAREM AS MÁQUINAS” cheia de bobs nos cabelos.

Entrei no banheiro esperando um arremesso de escova de dente ou algo do gênero. Foi quando tive a surpresa. Dona Vera se maquiava batendo a cabeça como se estivesse num show do Slayer. Quando me viu, disse:

– Nossa, Nanda, que som maneiro.

Acho que perdi, ali, uns 13 quilos de tensão.

Se não fosse pela vizinha ligando cinco vezes pra dizer que seu marido estava morrendo, teria sido sucesso absoluto. Mas ainda bem que não demos atenção a ela, que quase ficou viúva nos três anos seguintes, sempre em meu aniversário.

*****************************************

Cabe mais uma rapidinha da Dona Vera. Entro no carro com ela e meu irmão e, como era de praxe, ligo o som. Estava tocando algum rock sensacional, como Whitesnake ou Led Zeppelin. Dona Vera, cheia de onda, pergunta:

– O que é isso? The Puppets?

Cá entre nós, este nome causaria muito mais impacto do que Deep Purple. Fica a dica, Gillan!

Anúncios


  • Nenhum
  • César: Meu amor, favor me incluir entre os apaixonados por Lumiar. Precisamos agitar logo o nosso retorno. Aguardo as próximas histórias! Beijoca.
  • Erika: Nanda,vc e' demais.Whitesnake tambem passou a ser um marco em minha vida.Ouvia tanto que "apaixonei" tambem.Alem de me deparar toda vez que entrava no
  • César: Tim tim. Que orgulho da minha mulher. Além de linda, flamenguista e roqueira, ainda escreve bem demais. Voltei pra ler de novo. Parabéns pelo

Categorias