Mi causo, su causo

Posts Tagged ‘vinho

Amiga querida, que é gringa, vivia dizendo:

– Vamos jantar no restaurante em que meus roomates trabalham?

O tempo passou e chegou o momento em que deveríamos fazer o “sacrifício”. Pus roupinha básica, calça jeans e tamanquinho, e fui pra casa da gringa. Ao perguntar o nome do restaurante,  a resposta foi: “Otelo”. Eu nunca tinha ouvido falar neste lugar, mas pensei “deve ser uma birosquinha em Copacabana, de repente um italiano, que vale conferir”.

Cinco minutos antes de sair, ela resolve confirmar o nome do estabelecimento com o outro roomate. A resposta dele me arrepiou to-di-nha:

– Gero.

Ninguém sabe o quanto gelei. Eu tinha acabado de mudar de emprego, estava dura feito côco e, mesmo que não estivesse, não tinha bala na agulha pra bancar um jantar no Gero. Tá, uma garrafa d’água, de repente, ou um pãozinho do couvert. E só. Comentei com ela que tratava-se de um lugar caríssimo, badaladíssimo, e que nós provavelmente teríamos que lavar pratos ou leiloar um rim pra pagar a conta. A gringa foi taxativa:

– Relaxa, a gente dá um jeito.

E que jeito. Acabou que um dos meninos era garçom e o outro, sommelier, e os dois nos deram (e, em alguns momentos, nos acompanharam em) um jantar delicioso, com couvert, aperitivos, prato principal e quatro, eu disse QUATRO, garrafas de vinho.  0800 total. Saímos de lá trôpegas e felizes e prontas pra tirar onda com a mulambada.

É pena que minha querida amiga voltou pra Suécia, porque a sobremesa ficou marcada pra outro dia. Na Forneria.



  • Nenhum
  • César: Meu amor, favor me incluir entre os apaixonados por Lumiar. Precisamos agitar logo o nosso retorno. Aguardo as próximas histórias! Beijoca.
  • Erika: Nanda,vc e' demais.Whitesnake tambem passou a ser um marco em minha vida.Ouvia tanto que "apaixonei" tambem.Alem de me deparar toda vez que entrava no
  • César: Tim tim. Que orgulho da minha mulher. Além de linda, flamenguista e roqueira, ainda escreve bem demais. Voltei pra ler de novo. Parabéns pelo

Categorias